Kite Saco – Crianças aproveitam a criatividade para velejar

kite2

As próprias crianças desenvolveram o Kitesaco !

Um equipamento de kitesurf não sai hoje por menos de R$ 5 mil – só a pipa. E se você pudesse reciclar materiais e gastar cerca de R$ 20 para ter o seu?

Foi o que aconteceu neste fim de semana na lagoa da praia de Macapá, em Luís Correia (PI). A comunidade local participou do primeiro Campeonato de Kite Saco. O nome vem dos sacos usado para fazer a pipa do equipamento.

Crianças entre 10 e 15 anos usaram sacos, canos de PVC, cabos de vassoura e linhas para produzirem seus próprios kites. Teve premiação de R$ 350, divididos entre os primeiros colocados. José Luiz foi o autor das melhores manobras e ficou com o título do torneio.

Dono de um bar na região, Tota Cabral decidiu promover o evento com os alunos da escolinha Kite Saco para dar visibilidade para a iniciativa da própria comunidade.

– Estas crianças não têm como adquirirem o equipamento de kitesurf convencional. Então eles passaram a desenvolver seu próprio equipamento para praticar o esporte e ensinar os amigos a velejarem. 

Advogado e praticante de kitesurf, Roberto Mossoró falou ao blog Na Esportiva da satisfação da comunidade com o campeonato, que representa não só uma ocupação para as crianças, mas a inclusão delas em um esporte de custos elevados.

– Eu velejo desde 2013 e ontem foi a primeira vez que eu vi a comunidade interagindo com o kitesurf na praia.

Imagens do Kite Saco já se espalharam por grupos de kitesurfistas na internet. Outros estados já pediram orientação para fazer ações semelhantes em suas praias.

Esse é o tipo de iniciativa que merece ser apoiada, divulgada e multiplicada.

[doptg id=”204″]

Simples, barato e inclusivo. Veja o Kite Saco em ação:

1 responder
  1. cath
    cath says:

    Isso sim é acessibilidade!!! não privar ninguém de práticas esportivas dominadas por pessoas que só querem faturar, sou contra aos radicalismos ideológicos, mas tem algumas coisas excessivamente visíveis!!!! Todos estes fabricantes de equipamentos deveriam ser obrigados a doar parte de seu faturamento para inclusão de pessoas menos favorecidas praticarem o esporte…seja qual for…Kitesurf, surf, SUP,Canoagem, arco e flexa, e muitos outros que promovam a evolução do indivíduo!!! Aí sim promovemos uma evolução do mundo com menos diferenças e exclusões. Ruim é se sentir excluído e diferente, o ser humano tem sua essência tribal, é a sua constituição, estar fora do grupo é um problema de todos e não só do indivíduo!

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário