Itália e República Dominicana conquistam as medalhas de ouro inéditas !

Itália e República Dominicana conquistam as medalhas de ouro inéditas para o kitesurf dentro dos Jogos Olímpicos da Juventude.
Sofia Tomasoni (ITA) e Adeuri Corniel (DOM) venceram no último dia de regatas no Club Nautico San Isidro, em Buenos Aires, Argentina.
Duas finais dramáticas com os vencedores empatando tanto no masculino quanto no feminino em 2º lugar garantindo a prata.
Foi um dia histórico para a República Dominicana e as Filipinas que ganharam suas primeiras medalhas olímpicas na vela.
Depois de um mau tempo ao longo da semana, as regatas femininas e masculinas foram obrigadas a usar o dia de reserva para concluir a série.
Com ventos mais fortes esperados na manhã de domingo, 14 de outubro, as regatas começaram no início das 10:00 para permitir que as segundas semifinais, a Final B e a Final A em ambas as flotilhas prosseguissem em condições perfeitas.
No feminino, as quatro kitesurfistas mais bem colocadas seguiram para a final, Alina Kornelli (ALE), Sofia Tomasoni (ITA), Nina Font (ESP) e Poema Newland (FRA).

A medalhista de ouro, a italiana Sofia Tomasoni

Kornelli foi a favorita depois de vencer cinco corridas de seis, mas na final da Girl A ela ficou para trás no início e não conseguiu recuperar sua posição.
Newland foi a primeiro a cruzar a linha, seguido por Tomasoni, mas como a rider francesa havia acumulado uma penalidade de regata de dois pontos, terminou a corrida com três pontos no total em vez de um.
“Na corrida final eu comecei bem e fui lider na primeira marca, mas no final, eu não pulei o obstáculo porque estava com muito vento”, explicou Tomasoni.
“Consegui ficar em segundo na última perna, mas a atleta na minha frente teve duas penalidades e eu ganhei ouro.
“Este ouro é um sonho. Foi todo um esforço, toda sessão na academia, toda vez que eu bato na água e toda vez que eu estudo tarde da noite. Tudo isso me levou a esse momento.
“Eu trabalhei muito e acho que mereci isso. Além disso, as outras garotas se deram muito bem ”.

Nina Font da Espanha dá um salto em direção a uma medalha de prata

“Estou muito feliz com o resultado. Todo mundo está velejando super bem – especialmente a garota alemã. Parabéns a todos ”, disse ela.
“A regata final foi bem equilibrada. Acho que foi a final mais apertada em que já participei. No final, a Itália e eu estávamos muito perto e não sabíamos quem tinha levado o ouro na linha de chegada.

Poema Newland – França

“Eu não posso acreditar. Estou muito feliz por ficar em segundo. É uma sensação incrível – não posso descrever ”, disse ela.

Pódio de kiteboard feminino – Font, Tomasoni, Newland

No  masculino Adeuri Corniel (DOM), Cameron Maramenides (EUA), Toni Vodisek (SLO) e Christian Tio (PHI) se classificaram para a final.

Adeuri Corniel

Corniel velejou para mais uma vitória para selar um ouro bem merecido.
Em segundo colado nele veio Vodisek, mas como o esloveno recebeu uma penalidade de regata de um ponto, acabou com um total de três pontos, dividindo a prata com o terceiro colocado Tio.
Maramenides, que havia começado o dia em segundo lugar, ficou de fora de um lugar no pódio.
Um emocionado Corniel espera que seu sucesso inspire outros em seu país.
“As condições hoje foram realmente perfeitas. Eu estava na frente, abaixei minha cabeça e disse “este é o meu futuro, é isso que eu quero” e eu consegui “, disse ele.
“Eu acordei esta manhã com isso na minha cabeça e eu estava focado. Eu sei que mereço essa medalha de ouro.
“Para mim, é incrível estar nas Olimpíadas. Tenho que agradecer à Cabarete Kite Academy por me apoiar com tudo e ajudar a me preparar.
“Espero ver mais crianças velejando e por mais dominicanos no esporte e ajudar a realizar seus sonhos.
“Este foi um dos meus sonhos, e meu sonho se tornou realidade hoje com esta medalha de ouro.”

Toni Vodisek

Vodisek ficou super satisfeito por ter conquistado a sexta medalha da Eslovênia nos Jogos.
“Estou muito empolgado para ganhar a medalha de prata”, disse ele. “A competição foi incrível e todo mundo estava super bem. Foi uma briga dentro da água, mas no final somos todos campeões. ”

Christian Tio (PHI) pulando de 4 para 2

Tio estava em quarto lugar e na final conseguiu terminar à frente de Maramenides, garantindo uma medalha.
“Todo mundo lutou muito. As condições do vento estavam fortes quando saímos – não achamos que seria tão forte, então todos estavam com kites grandes ”, disse ele.
“Estou muito, muito feliz e é muito bom representar o meu país e ganhar esta medalha.”
A final B em cada flotilha confirmou os pilotos terminando em quinto a oitavo. Este foi Ona Romari (ARG), Jingle Chen (CHI), Oliwia Hlobuczek (POL) e Maria Alvarez (VEN) no feminino, e Maxime Chabloz (SUI), Benoit Gomez (FRA), Tigre Tyson (ANT) e Geronimo Lutteral (ARG) no masculino.
No geral, em cinco eventos de três classes em Vela, a Itália liderou a tabela de medalhas com dois ouros e uma prata, seguida de perto pela França com três pratas.
O brasileiro que participou do evento foi Manoel Soares do Piauí que terminou na nona colocação. Piçarrinha estava bem no evento porém na última seria levou uma punição e acabou sendo eliminado das finais.

Pódio de kiteboarding masculino – Tio, Corniel, Vodisek

Resultados completos, quadro de avisos e mídia: https://buenosaires2018.sailing.org/
Texto: WS / Liz Owen
Confira as fotos oficias do evento :


0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário